A sustentabilidade é um assunto que está em foco hoje em dia, gerando muita discussão, devido sua grande relevância social. E no setor odontológico não é diferente, pois, por se tratar de uma área da saúde, o desperdício de recursos durante os tratamentos acaba sendo bastante elevado.

Sabe-se que há grande quantidade de água e energia gastas em procedimentos odontológicos, por isso, as ações que visam a preservação e manutenção de recursos são essenciais. Além de, claro, a diminuição de resíduos que impactam de modo negativo o meio ambiente.

Segundo dados da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), no Brasil, os resíduos têm uma produção aproximada de 387 quilos por habitante no ano – e apenas 58% do que é coletado recebe o destino correto, sendo que o restante é destinado a lixões e aterros sanitários. 

Práticas Sustentáveis na Odontologia

Resíduos e reciclagem: Inicie uma coleta seletiva dos resíduos em seu consultório ou clínica, dando prioridade para empresas credenciadas que recolhem e descartam conscientemente. Na odontologia, ainda deve-se dar um cuidado especial, pois a chance de contaminação através de materiais perfuro cortantes, culturas microbiológicas ou substâncias de material pesado é muito grande. Por isso, inclua sacos de lixo biodegradáveis ou hospitalares e sinalize nas lixeiras o descarte de cada material (por exemplo: infectante e comum, assim, você terá a certeza de estar jogando no lugar devido).

Verifique sempre com a Anvisa, Conama (Conselho Nacional de Meio Ambiente) e os órgãos reguladores de meio ambiente da sua cidade quais as normas exigidas para cada tipo de lixo produzido.

Iluminação: a luz nos procedimentos é utilizada o tempo todo. Por isso, instale sensores de movimento em áreas de passagem rápida, como corredores e banheiros.

Climatização: verificar o filtro do ar condicionado a cada 15 dias para estar sempre limpo e funcionando em boas condições. Solicite que um técnico credenciado realize a manutenção preventiva pelo menos uma vez por ano, evitando desperdício de energia de aparelhos com mau funcionamento. Além disso, invista em janelas com vidro altamente refletivos – porque assim acumulará menos calor no consultório, exigindo menos do ar-condicionado para resfriar  o ambiente.

Energia: verifique se há tomadas suficientes para você e seus pacientes, assim você elimina a possibilidade de usar benjamins e extensões de tomadas, que têm um consumo maior de energia e maior possibilidade de causar curto-circuito. 

Na cadeira odontológica: as práticas sustentáveis também envolvem a sua cadeira. É importante sempre voltar ao ponto zero quando finalizar o atendimento; lembrar de desligar o refletor quando for procedimento extrabucal e acionar os suctores só quando for usar.

TV, áudio, informática e eletros: antes de sair do seu consultório para almoçar ou no final do dia, não deixe os televisores e notebooks em stand by, sempre desligue-os. Também preste atenção aos outros aparelhos/equipamentos que podem estar na tomada, como: cafeteira, autoclave, destilador, ventilador, raio-x, entre outros.

Torneiras: Instale mecanismos de tempo para abertura das torneiras, seja acionamento por pressão ou mesmo por pedal.

Marca num papelzinho? Utilize o papel de forma consciente. Tente usar mais a tecnologia a seu favor para marcar consultas, enviar receitas e exames através de aplicativos, WhatsApp, e-mail… Essa é uma das formas de implementar possibilidades mais eficazes, que economizam tempo e reduzem o consumo de papel.

Essas ações, além de serem simples, também ajudarão na economia da sua clínica.

Saiba mais sobre as consultorias de marketing da DMA pelo e-mail contato@dmagencia.com
DMA – Dental Marketing Agency ®