O jaleco faz parte do EPI (Equipamento de Proteção Individual). Por isso, nada de jaleco com manga curta durante os atendimentos e muito menos fora da sua função de trabalho. 

Hoje, o mercado dispõe de uma gama de cores, seja num bolso ou no braço, com nome ou logo, enfim, até o colorido já faz parte da rotina clínica. Mas daí surge também uma dificuldade maior: como lavá-los sem desbotá-lo ou manchá-lo?

Lave seu jaleco de maneira adequada

Branco: se o jaleco for inteiro branco e você quiser usar o hipoclorito, nunca coloque em água com alta temperatura. Isso porque o hipoclorito perde sua função na água quente e vai parecer que você não colocou nada.  O correto é deixar a roupa na água com a solução por uma hora e em seguida enxaguar bem. Feito isso, basta lavar normalmente com sabão e amaciante e deixar secar por completo. 

Colorido: colocar imerso em água fervente com perborato (como o Vanish para roupas coloridas) por pelo menos meia hora. Após, enxaguar e proceder com com a lavagem normal com o sabão e amaciante que você mais gosta.

Depois de seco, passe bem e coloque em saco limpo e fechado para o transporte. O jaleco pendurado no cabide dentro do carro é anti-higiênico, pois toda poeira do caminho impregna na roupa.

E as manchas?

Uma ocorrência comum no dia a dia clínico são as manchas. Por isso aqui vai algumas dicas para tirá-las: 

Sangue: nesse caso, coloque rapidamente água oxigenada (10, 20 ou 30 volumes; a que estiver mais perto) sobre a mancha. No início pode ficar amarelada, mas, depois de lavar como descrito acima, a mancha desaparecerá.

Óleo lubrificante: outra intercorrência é o óleo lubrificante. Caso caia no seu jaleco, jogue talco em cima, pois este o absorverá – tornando a lavagem mais fácil depois. 

Revelador e Fixador: as manchas de fixadores são causadas pelos íons de prata e algumas pessoas acabam jogando reveladores para removê-las.
Infelizmente, muitas vezes mancha acaba voltando ou o jaleco fura. Por isso, nesses casos, o recomendado é tratar a mancha com uma solução à base de tiocianato de amônia

Cuidado no momento de levar seu jaleco pra lá e pra cá

É bom frisar que não é recomendado colocar o jaleco dentro da bolsa ao sair do consultório, porque ele poderá contaminar tudo que 147.020 comentários aguardam moderaçãoestiver por perto. Transporte-o sempre sozinho, em saco fechado, seja antes ou depois de lavar. 

Jaleco é coisa séria! Devemos ter sempre um reserva no consultório. Tente usar com punhos, assim não “passa” ele em todo lugar e a luva ainda pode cobrir essa parte e evitar acidentes. Use sempre um jaleco fechado e no seu tamanho ideal. Faça com que ele realmente cumpra seu papel, o de proteger!

Saiba mais sobre as consultorias de marketing da DMA pelo e-mail contato@dmagencia.com
DMA – Dental Marketing Agency ®