O cuidado com os dentes nunca fez parte da cultura brasileira, segundo dados, cerca  de 16 milhões de pessoas no Brasil não têm dentes e outros 34 milhões já perderam 13 dentes ou mais.

Mas a boa notícia é que os brasileiros podem estar mudando os seus hábitos, dedicando maior tempo para a saúde bucal e procurando repor os dentes perdidos.
É isso que se pode concluir com o levantamento do Conselho Federal de Odontologia (CFO), que constatou um grande crescimento desta indústria no Brasil

O setor de implantes vem crescendo, em média, 15% ao ano no país (enquanto que nos EUA se mantêm em 10%) e, hoje, são colocados, por ano, cerca de 800 mil implantes e produzidos 2,4 milhões de componentes de próteses dentárias, segundo levantamento da Abimo (Associação Brasileira da Indústria Médica, Odontológica e Hospitalar). 

Ainda de acordo com a associação, a indústria nacional já atende 90% deste mercado, que vem investindo em tecnologia e desenvolvendo produtos de qualidade e de custo reduzido, tornando o tratamento acessível.

Além da estética

Mas não é só a redução do custo e a estética que tem levado os brasileiros a procurar os implantes. De acordo com o CFO, o crescimento da busca pelos implantes está também ligada à preocupação com a saúde e o bem-estar.

Contribui também para esse crescimento o maior número de profissionais implantodontistas e a evolução constante da área. Hoje, em casos selecionados, é possível tanto realizar implantes quase sem cortes (mínimas incisões somente para a passagem dos implantes), tornando mais confortável o pós-operatório, quanto diminuir o tempo de tratamento e aumentar a precisão do trabalho com o uso de coroas protéticas que podem ser executadas em impressoras 3D.

Especialistas da área são unânimes em afirmar que os implantes dentários são indicados para a maioria dos pacientes com perda dentária, já que substituir um dente perdido pode evitar problemas como o desequilíbrio na arcada dentária, que atrapalha a mastigação e a higienização dos dentes próximos.

Um único dente perdido pode comprometer quatro ou cinco dentes próximos, tornando a reabilitação mais trabalhosa, demorada e custosa. Além disso, devido ao grande acesso às novas tecnologias, os custos dos implantes vem sendo reduzido, tornando-se bem acessível a maioria das esferas sociais do Brasil.


Gostou do nosso conteúdo? Fale o que achou nos comentários!

Saiba mais sobre as consultorias de marketing da DMA pelo e-mail contato@dmagencia.com
DMA – Dental Marketing Agency ®