Assim como em qualquer outra carreira, o dentista que possui clínica própria enfrenta desafios em seu mercado de trabalho.
Além das questões ligadas à profissão — como a necessidade de especialização constante e atualização com as tendências do segmento —, ainda há a preocupação de atrair mais pacientes para o consultório e, claro, manter por perto a atual clientela.

E se dissermos a você que existe uma forma eficaz de tornar o seu trabalho mais conhecido? 

Entenda o que é o Marketing para dentistas e o que ele pode fazer por você.

1. Conheça bem onde está entrando.

Quase 50 milhões de pessoas acessam o Facebook diariamente usando o smartphone. Enquanto que, em 2017, o Instagram anunciou 800 milhões de usuários ativos por mês!

Um dentista que busca novos clientes pela internet precisa primeiramente saber como encontrar um diferencial diante de tanta informação e tanta gente. Lembrando que o marketing neste setor requer o máximo de respeito ao Código de Ética Odontológica, no qual podem ser encontradas algumas regras sobre propaganda.

Um exemplo disso é que ele proíbe anúncios com “antes e depois” e muitas outras regras que não podem ser ignoradas. Por isso é preciso estar atento ao contexto do marketing digital para dentistas e não cometer erros que podem prejudicá-lo mais a frente.

2. Conheça as diferenças de cada rede social.

Hoje em dia, o marketing digital está tão presente no nosso cotidiano que pode ser aplicado nos mais diversos formatos: Facebook, Instagram, Pinterest, sites de busca, blogs, etc. 

Cada rede tem sua própria identidade e vai servir para um perfil de profissional e cliente. Por exemplo, um dentista interessado em conquistar clientes pela internet pode mandar e-mails marketing, trabalhar com fotos, vídeos, textos em blogs – ou tudo isso junto!

3. Invista em precisão.

No meio online existe a possibilidade de manter canais diretos com os seus pacientes, trocar mensagens sem intermediários, tornando o contato mais efetivo, pontual e personalizado.

O mesmo investimento que iria para panfletos pode ir para anúncios pagos no Facebook, Instagram ou Google. Com essas ferramentas é possível segmentar os clientes para os quais seus anúncios irão chegar, saber o melhor horário de publicações e qual tipo de conteúdo gera mais resultados.

Ao contrário do marketing tradicional, o marketing digital permite bastante segmentação e precisão nos resultados, permitindo um melhor uso do dinheiro investido.

4. Conheça mais sobre a jornada do cliente

A maioria das pessoas que usa a internet para encontrar serviços passa por algumas fases até encontrar o profissional desejado.

Diante disso, é preciso entender quem é a sua persona (o “perfil” do seu cliente – quantos anos tem, onde trabalha, idade…) e o comportamento do público por todo o processo até conquistá-lo no final.

Por exemplo, inicialmente, é preciso despertar interesse rapidamente. Um exemplo de como fazer isso é criando um site com bom rankeamento para que seja um dos primeiros a aparecer nas buscas gerais.

Isto envolve o uso de ferramentas que visam detectar e determinar as palavras-chave mais procuradas nos mecanismos de busca na internet, ou seja, que são mais populares. Uma vez determinadas, o conteúdo é produzido em cima, mas colocando informações que agreguem no dia a dia do cliente.

Portanto, não adianta criar textos que tenham palavras-chave em excesso e sem sentido!

Gostou do assunto? Se inscreva na nossa newsletter para ficar por dentro de todas as nossas matérias!

Saiba mais sobre as consultorias de marketing da DMA pelo e-mail contato@dmagencia.com
DMA – Dental Marketing Agency ®