O ranger constante dos dentes, conhecido como bruxismo, é um problema extremamente desagradável para quem sofre com essa patologia. Ele acontece de forma involuntária e pode estar relacionado diretamente ao estresse, à ansiedade e outras doenças.

Apesar de ser mais recorrente na infância, esse quadro pode estar presente em qualquer fase da vida do indivíduo, já que pode ter condição primária, quando não possui uma causa aparente, ou secundária, quando sua origem acontece por conta de outros males.

BRUXISMO TEM CURA?

Cura seria um termo impreciso, afinal, trata-se de um sintoma secundário – uma resultante de um problema anterior. Por exemplo, o bruxismo pode ser causado pelo uso de medicamentos. Após a retirada da substância causadora, ele tende a desaparecer, contudo, se o uso da medicação for retomado, é possível que os sintomas do bruxismo também apareçam novamente.

MAS, AFINAL OS TRATAMENTOS VARIAM CONFORME À IDADE?

De forma geral, as formas de combate à doença são as mesmas em todas as idades.
Porém, existem algumas particularidades que devem ser adotadas em crianças e adolescentes, fazendo com que o controle sobre essa patologia seja um pouco diferente. No bruxismo do sono, por exemplo, existem alterações quanto ao tipo de idade para uso de medicação. Mas ninguém melhor que o dentista especializado para indicar os melhores cuidados para esse momento. Não deixe de conversar com o seu.

O TRATAMENTO DEVE SER ACOMPANHADO POR UM PROFISSIONAL E EXIGE CUIDADOS DO PACIENTE

As condutas de tratamento se mantêm semelhantes nas diferentes idades. Contudo, caso o paciente não siga as orientações pré-determinadas pelo cirurgião-dentista, as consequências do bruxismo podem se acentuar, além desenvolverem outras doenças.

Saiba mais sobre as consultorias de marketing da DMA pelo email contato@dmagencia.com
DMA – Dental Marketing Agency ®