Qualquer pessoa nascida há mais de 25 anos sentiu como o mundo mudou no final do século passado até hoje. Isso não é uma novidade e pode ser visto em, praticamente, toda área da sociedade atual, ao ponto que o básico é conhecido instintivamente por toda criança com um mínimo de acesso à tecnologia.

O setor de saúde foi um dos mais afetados, no geral. Agora é possível garantir um atendimento muito mais qualificado e diferenciado. Por exemplo, se antes eram necessárias agulhas e – consequentemente – dor durante a anestesia, hoje já existe a versão digital! Essa nova tecnologia permite o amortecimento em um dente específico (e não na boca toda!) através de um número de gotas calculadas por computadores, gerando até certa economia nos demais recursos.

Mesmo o tão odiado barulho do motorzinho da broca dos dentistas pode ser aliviado com isolamento por cerâmica, que evita aflições e incômodos no paciente. Ademais, podemos perceber avanços até no raio-x, que já oferece maior precisão e uma redução de 90% a exposição à radiação.
Tudo isso está a disposição dos profissionais, mas não apenas em atendimento. Também existem melhorias na gestão e organização, através de aplicativos e softwares criados especificamente para esses fins.

O dentista, hoje em dia, pode tanto ficar de olho no seu consultório a distância como ver e atualizar o prontuário de qualquer um dos seus pacientes digitalmente. A tendência é que cada vez mais esses diferenciais, tornem-se requisitos a longo prazo e isso não é ruim – justamente o contrário!
A maioria dos brasileiros não busca profissionais da saúde por medo de técnicas já ultrapassadas, como a remoção de dentes quando, na verdade, é possível tratá-los. Quanto mais populares forem os avanços, maior será a remoção dos estigmas, portanto, a aceitação dos tratamentos necessários.

Tente não estagnar, procure estar ciente das evoluções nos setores, não apenas por uma questão “curricular”, mas também pelas facilidades. Os aperfeiçoamentos vieram facilitar a vida de todos, modernize-se sempre que possível e assimile isso de forma natural ao seu dia a dia. Mas cuidado para não se tornar “o marketeiro”, seu foco é (e sempre deve ser) o tratamento dental dos seus pacientes!

Você gostou deste texto, ele foi útil para você?
Deixe seu comentário e compartilhe nas redes sociais!

Saiba mais sobre as consultorias de marketing da DMA pelo email contato@dmagencia.com

DMA – Dental Marketing Agency ®