O Código de Ética Odontológica norteia a Comunicação em Odontologia. Na hora de fazer um  anúncio, seja em placa ou impresso, é preciso seguir o que diz o Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária para os Cirurgiões-Dentistas nas categorias especiais de anúncios.

Na comunicação e divulgação é obrigatório constar nos anúncios, nas placas e nos impressos o nome completo, o número de inscrição da pessoa física ou jurídica, junto ao Conselho Regional de Odontologia, e o nome representativo da profissão de Cirurgião-Dentista.

“Os anúncios, a propaganda e a publicidade poderão ser feitos através dos veículos de comunicação, obedecidos os preceitos deste Código como da veracidade, da decência, da respeitabilidade e da honestidade”.

(Código de Ética Odontológica – Capítulo XIV – Artigo 32)

Os preceitos deste capítulo do Código de Ética Odontológica servem, inclusive, para quem trabalha de forma indireta com odontologia, sejam pessoas físicas, clínicas, convênios de saúde etc. No caso de pessoas jurídicas, é preciso constar o nome e o número de inscrição do responsável técnico.

Vale relembrar aqui que as áreas de atuação, procedimentos e técnicas de tratamento podem ser divulgados, desde que também seja destacado o título da especialidade registrada no CRO ou qualificação profissional de clínico geral e tratamentos e especialidades reconhecidas pelo CFO.

Também podem constar em seu anúncio:  endereço, telefone, e-mail, horário de trabalho, convênios e atendimento domiciliar, além do seu logotipo.

Por outro lado, poderão ser considerados Infração Ética: anunciar preços irreais, serviços gratuitos, ou qualquer tipo de competição desleal que vão contra o disposto no Código. Assim como, dar consulta, diagnóstico ou tratamento por meio de qualquer veículo de comunicação de massa.

Lembre-se que sua participação na divulgação de assuntos odontológicos deve buscar sempre um caráter de esclarecimento e educação da coletividade.

Muita atenção na hora de anunciar ou divulgar títulos, qualificações, especialidades, seja porque não as possui ou porque elas não são reconhecidas pelo CFO. O mesmo para técnicas e especializações que ainda não foram devidamente comprovadas cientificamente, assim como instalações e equipamentos sem a validade dos órgãos competentes.

Tenha sempre bom senso na hora de fazer o seu anúncio e conte com a ajuda de um marketing especializado em odontologia.

Saiba mais sobre as consultorias de marketing da DMA pelo email contato@dmagencia.com

DMA – Dental Marketing Agency ®